TEXTOS ILUMINADOS

BOAS MENSAGENS!

ORAÇÃO A SÃO PAULO


São Paulo:
Apóstolo padroeiro da cidade de São Paulo.
(Data de comemoração: 29 de Junho e 25 de Janeiro, dia da sua conversão).


ORAÇÃO:

Ó São Paulo, vós que cumprindo a vontade de Deus, manifestada por vozes de anjos, de espada em punho, vos lançastes a luta por Deus e pelo povo Hebreu e Gentio, ajudai-me a perceber no meu íntimo, as aspirações de Deus. Com o auxílio da vossa espada, fazei recuar os meus inimigos que atentam contra a minha fé e a minha pátria.

São Paulo, ajudai-me a vencer as dificuldades no lar, no emprego, no estudo e na vida diária. Que nem opressões, nem ameaças e nem processos me obriguem a recuar, quando estou com a razão e a verdade.

São Paulo, iluminai-me, guiai-me, fortalecei-me, defendei-me.
Amém.

A HISTÓRIA:

São Paulo nasceu na cidade de Tarso da Cecília, aproximadamente no ano 10 d.C. Fariseu da tribo de Benjamim, perseguia os cristãos e era um dedicado oponente da Igreja, estando inclusive presente ao martírio de São Esteves. Tal procedimento cedeu lugar a uma radical transformação, fruto de uma visão que teve na estrada de Damasco, onde uma luz de brilho intenso o deixou cego. Sua visão foi restabelecida somente após ter sido batizado por Ananias. Convertido, retirou-se para o deserto, onde entregou-se aos êxtases da revelação cristã durante dois anos de solitária contemplação.

Retornando a Damasco, começou a pregar sua fé com grande habilidade. Durante sua vida, realizou três grandes jornadas missionárias. A primeira foi no Chipre e, posteriormente, na Tunísia, onde estabeleceu comunidades cristãs na Antioquia (moderna Turquia), Psidia, Iconium e por toda a Ásia Menor, sempre acompanhado por Barnabé e Marcos. Paulo foi o mais ardente missionário entre as populações pagãs do Império Romano.

Sua segunda jornada iniciou-se no ano 50 d.C., viajando da Ásia Menor para a Macedônia e Grécia. Nestes locais, além de organizar a comunidade cristã, exerceu grande atividade apologética e política. As epístolas paulinas dessa época são, talvez, as primeiras do Novo Testamento.

Três anos depois, retorna à Palestina, chegando à Antioquia entre 53 e 54 d.C. Na sua terceira grande jornada missionária, ele foi para a Grécia, e passou 2 anos em Epheus, retornando a Jerusalém 5 anos depois. Ao retornar, foi atacado por inimigos dos judeus, e salvo milagrosamente por um esquadrão de soldados romanos. Sob o comando de Nero, Paulo foi preso e colocado em confinamento, onde escreveu o que seria o seu destino, na sua segunda carta a Timóteo (4:6-8). Paulo então teria sido decapitado, conforme relato de Tertuliano.

A doutrina de São Paulo está contida em suas 14 epístolas canônicas. Nelas, em estilo rico e enérgico, dramatizado de poderosas imagens, vivifica os dogmas fundamentais da teologia cristã. Sua posição, decididamente cristocêntrica, leva-o à visão redentora do Cristo-Deus glorioso. O universalismo religioso de Paulo, acima das diferenciações raciais, sociais, econômicas e geográficas, é a síntese suprema do Cristo, cuja unidade enlaça o próprio cosmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário