TEXTOS ILUMINADOS

BOAS MENSAGENS!

Nossa Senhora das Necessidades


Nossa Senhora das Necessidades:

A HISTÓRIA:

Nossa Senhora das Necessidades é venerada na localidade de Soalheira, em Portugal, onde existe uma capela com quadros votivos que testemunham milagres atribuídos à Senhora das Necessidades já em 1685.

Nos momentos de grande aflição, é a Nossa Senhora das Necessidades que o povo da Soalheira recorre, como foi em 1808, quando os invasores franceses passaram pela região devastando tudo, a Soalheira foi poupada, atribuindo-se isso a milagre da Senhora que encobriu o povo com denso nevoeiro, e eles passaram ao lado e não entraram nele. Também Nossa Senhora foi e continua a ser, de grande auxílio para os soalheirenses ausentes, sobretudo quando esta terra tinha muitas pessoas na África, e mais recentemente emigrantes na Europa, principalmente na França. A festa em honra de Nossa Senhora das Necessidades tem lugar, no domingo de Páscoa, sendo bastante participada. Já na véspera à noite se juntam muitas pessoas na igreja, para no fim da missa se realizar a procissão com a imagem de S. José para a capela de Nossa Senhora das Necessidades. No dia da festa, celebra-se a missa campal seguindo-se a procissão com a imagem de Nossa Senhora e S. José, pelas ruas da Soalheira, consistindo um momento de grande devoção e fé por parte dos seus devotos.

No final da procissão, muitas são as pessoas que se juntam à banda filarmônica, para cantar as "alvíssaras" a Nossa Senhora, dando voltas à sua capela. Na segunda feira da festa, celebra-se missa, seguida de procissão, pela parte norte da vila, chegando à capela, canta-se o adeus à Virgem, seguindo a imagem de S. José, em procissão para a igreja matriz.

O afluxo de peregrinos que vêm visitar a sua capela e rezar à veneranda imagem, cresceu bastante depois de em 22 de Abril de 1979, sob um sol radioso, a imagem de nossa Senhora verter lágrimas, durante a procissão pelas ruas da Soalheira, continuando o episódio a verificar-se também durante à tarde e noite desse dia.

Esse fato extraordinário foi presenciado por inúmeras pessoas, chegando essas lágrimas a serem limpas das faces da imagem, por testemunhas oculares que nessa noite se encontravam na capela. Existem ainda slides, que um peregrino oriundo da Soalheira realizou, onde se presenciam, com elevada nitidez as lágrimas que se formavam nos olhos e corriam pela face da imagem. Bispo da Diocese da Guarda, D. Antônio dos Santos, resolveu reabrir o processo referente à lacrimação, no final de 1997, pois encontrava-se arquivado, esperando todos os devotos de Nossa Senhora que tal fato venha a alcançar o veredictum diocesano.

Desde tempos imemoráveis que os soalheirenses, louvam Nossa Senhora das Necessidades cantando alguns desses versos:

Senhora das Necessidades
Á vossa porta me empino:
Deitai-me a vossa benção
Mai-la do vosso Menino.
Senhora das Necessidades
Quem vos varreu a capela?
Foi a vossa ermitoa
Com um raminho de marcela.
Senhora das necessidades
Estais no altar de pé:
Sois mãe de Jesus Cristo,
Esposa de S. José.
Senhora das Necessidades
Já cá vimos à ladeira
Abri a porta Senhora
Ao povo da Soalheira.



Nossa Senhora das Necessidades,
Rogai por nós que recorremos a vós!


Nenhum comentário:

Postar um comentário