TEXTOS ILUMINADOS

BOAS MENSAGENS!

A TRILHA QUE LEVA À CURA


"Eu não sei como alguém consegue conviver comigo, determinados dias, porque tem dia que tenho raiva da minha cara. Tem dia que eu levanto com a pá virada. Sai fogo pelas ventas! Por que será que tem dia que você levanta e está péssimo? Como viver sempre contente, se tem dia que estou triste, amargurado, aperreado, com raiva?" (Pregação: “Sete passos para a santidade do matrimônio”)

Nesse trecho padre Léo declara publicamente o seu temperamento forte. Em seguida nos dá dois segredos, para combater o procedimento carnal:

"Como vou viver sempre contente? Orai sem cessar! (seguindo os conselhos de São Paulo). Transforme em oração: Oh, meu Deus, não sei por que estou assim!"

O segundo segredo:

"É aquele dia que a gente pega uma foice e vai para o meio do mato e vai cortando tudo, e sai da frente..."

Esse caminho existe na Comunidade Bethânia, a trilha em que ele próprio foi o guia. Padre Léo com a enxada na mão, arrancando as ervas daninhas de sua vida, curando o seu mau humor, o seu nervosismo, a sua impaciência... fazendo morrer as obras da carne, as quais eram necessário reprimi-las e sufocá-las.

Essa trilha deu origem ao seu livro:”Na trilha da Cura”.

Em todos nós existe a natureza pecaminosa que precisa ser mortificada e vencida pelo poder e a graça do Espírito Santo. São Paulo vai dizer em Romanos 8,13: “De fato, se viverdes segundo a carne, haveis de morrer, mas, se pelo Espírito mortificardes as obras da carne, vivereis”.

Mais tarde, o caminho que trilhou, de provações, de dor e sofrimento, aperfeiçoou o seu caminho para o céu. Atingiu a meta!

Para buscarmos essa meta, é preciso abrir caminhos no chão duro, pedrento, vencer desafios, tentações, e deixar para trás o peso de nossas ambições, do nosso egoísmo, das nossas vaidades...


Nenhum comentário:

Postar um comentário